29 maio, 2011

O mundo secreto das frutas.

Outro dia eu estava observando uma maçã. E depois, uma pêra. Fiquei bom tempo olhando aquelas coisas. Frutas são fascinantes. Você compra algumas e as come e esquece o que elas são, porque realmente existem. Elas são uns invólucros de sementes, aqueles óvulos que fazem as plantas continuarem nascendo. Imagino no processo de evolução, as árvores decidindo que as sementes ficariam dentro de polpas saborosas o suficiente para que os animais se sentissem convencidos a comê-las. É como se basicamente frutas fossem as bundas e os peitos das árvores
- Você viu? Aquela melancia sem graça, sem gosto, tá enorme. Eu lembro, ela não era tão grande...
- Dizem que foi silicone.
- Tsc. Que vulgar. Eu prefiro ser pequena, mas com conteúdo, ser mais doce...
- E eu prefiro ser mais fálica.

28 maio, 2011

Mais sobre o inverno.

O frio é uma desculpa pra se sentir quentinho. Porque, veja bem, todas essas pessoas por ai vestindo coisas de lã, couro, malha. Roupas sobre roupas, convidando outras pessoas pra tomar bebidas quentes em lugares quentes. É o calor que as atrai. Não é como se fosse, "amor, tá nevando! mais um belo dia pra sair de camiseta, chinelão e bermuda, não é mesmo? pega meu biquíni e vamos pra praia! que hoje quero sentir aquele frio!"

24 maio, 2011

E na entrevista, o cara disse o seguinte.

Abre aspas.

As pessoas precisam valorizar mais o perfume brasileiro. Temos uma linha top, de primeira, criada por grandes perfumistas internacionais.

Fecha aspas.

Very good!

05 maio, 2011

O meu paradoxo do inverno.

Ou sinto frio dentro dos casacos - o que me faz ter certeza de que usei a roupa errada pra temperatura do dia. Ou me sinto quentinha - e fico insegura achando que nem está tão frio assim -  porque provavelmente sou a única usando casaco na rua.

Não dá pra tirar os quarenta graus diários de uma vida assim.